Perguntas frequentes
03/03/2015 - 14:25 - atualizado em 03/03/2015 - 14:25

Não. O item que estiver no orçamento deverá atender ao que está descrito na proposta que foi enviada a FINEP. Somente poderá ser feita alteração de item após solicitação de remanejamento financeiro à agência de fomento e recebimento da aprovação da entidade.

03/03/2015 - 14:26 - atualizado em 03/03/2015 - 14:26

Não. O item que estiver no orçamento deverá atender ao que está descrito na proposta que foi enviada a FINEP. Somente poderá ser feita alteração de item após solicitação de remanejamento financeiro à agência de fomento e recebimento da aprovação da entidade.

02/03/2015 - 16:20 - atualizado em 02/03/2015 - 16:20

A cada quatro meses, o orientador deverá submeter no sistema SEGPROPP uma Ficha Quadrimestral ou um Relatório.

1) 4 meses: Primeira Ficha Quadrimestral

2) 8 meses: Segunda Ficha Quadrimestral

3) 12 meses: Relatório Técnico Final

Tópicos: 
02/03/2015 - 16:14 - atualizado em 02/03/2015 - 16:15

A cada três meses, o aluno deverá submeter no sistema SEGPROPP, um Relatório ou uma Ficha Trimestral para a apreciação do orientador.

1) 3 meses: Primeira Ficha Trimestral (preencher campos no próprio sistema)

2) 6 meses: Relatório Técnico Parcial (anexar documento em pdf)

3) 9 meses: Segunda Ficha Trimestral (preencher campos no próprio sistema)

4) 12 meses: Relatório Técnico Final (preencher campos no próprio sistema)

Tópicos: 
05/03/2015 - 15:16 - atualizado em 05/03/2015 - 15:16

A cada três meses, o aluno deverá submeter no sistema SEGPROPP, um Relatório ou uma Ficha Trimestral para a apreciação do orientador.

1) 3 meses: Primeira Ficha Trimestral (preencher campos no próprio sistema)

2) 6 meses: Relatório Técnico Parcial (anexar documento em pdf)

3) 9 meses: Segunda Ficha Trimestral (preencher campos no próprio sistema)

4) 12 meses: Relatório Técnico Final (preencher campos no próprio sistema)

03/03/2015 - 16:22 - atualizado em 03/03/2015 - 16:22

 teste

03/03/2015 - 16:32 - atualizado em 13/04/2015 - 08:19

Os interessados em aderir ao sistema financiar na universidade federal de uberlândia devem solicitar o seu cadastro enviando um e-mail ou  um m.i para agência intelelcto (diretoria de inovação e transferência de tecnologia), contendo os seguintes dados:

  •  nome completo
  •  matrícula siape
  •  e-mail (preferencialmente instituicional)
  •  unidae de trabalho
  •  área de pesquisa


O e-email para envio dos dados é: adiminist@intelecto.ufu.br  ou helton@intelecto.ufu.br
O M.I. deverá ser encaminhado em nome do diretor da agência intelecto.

 

03/03/2015 - 14:39 - atualizado em 03/03/2015 - 14:46

As instruções detalhadas constam no Regulamento do Programa.

1. Alunos de cursos de doutorado habilitados devem reunir a documentação necessária para a seleção prévia na IES e encaminhá-la ao coordenador do programa de pós-graduação.

2. A coordenação do programa de pós-graduação irá compor uma comissão para análise das propostas e escolherá os candidatos aptos a participar.

3. O candidato apto faz sua Inscrição Online no site da CAPES.

4. A Pró-Reitoria homologa e envia a relação dos inscritos para CAPES.

5. A CAPES emite a carta de concessão.

6. Pró-Reitoria encaminha a Carta de Concessão ao aluno.

7. Aluno aprovado envia a documentação online para Implementação da bolsa.

 

Tópicos: 
03/03/2015 - 14:16 - atualizado em 03/03/2015 - 14:16

Facultativo. É dispensável a licitação para a aquisição de bens e insumos destinados exclusivamente à pesquisa científica e tecnológica com recursos concedidos pela Capes, pela Finep, pelo CNPq ou por outras instituições de fomento a pesquisa credenciadas pelo CNPq para esse fim específico (Lei de Licitações – 8.666/93, Art. 24, XXI). O traço comum nas hipóteses de dispensa de licitação prende-se ao fato de que a competição, em tese, revela-se possível, sendo, como consequência, também possível a abertura de licitação. Em outras palavras, em se tratando de dispensa de licitação, a abertura de licitação é uma faculdade e não uma obrigação para o administrador. Desta forma, o coordenador do subprojeto poderá solicitar a compra de determinado equipamento com a dispensa de licitação (justificando tecnicamente o porquê da escolha do equipamento e da dispensa de licitação) ou através de licitação (anexando três orçamentos ou solicitando a abertura de processo licitatório).

02/03/2015 - 16:07 - atualizado em 02/03/2015 - 16:07

Não. O aluno, juntamente com o orientador têm liberdade para fazer os relatórios, todavia, é necessário seguir as normas da ABNT.

Tópicos: 
02/03/2015 - 16:40 - atualizado em 02/03/2015 - 16:40

Sim, contudo a renovação não é automática, o aluno deverá submeter novamente o projeto, podendo ser o mesmo ou outro projeto, outro plano de trabalho que contemple o novo período e se atente para marcar a opção renovação de bolsa no momento da inscrição da proposta no sistema.  Além disso, a renovação somente é permitida no mesmo órgão de fomento, isto é, se a bolsa é FAPEMIG, a renovação terá que ocorrer por edital FAPEMIG.

 

03/03/2015 - 14:27 - atualizado em 03/03/2015 - 14:27

Muitas vezes ocorrem variações no texto de especificação apresentados na proposta e o texto apresentado na proforma, entretanto o item que estiver no orçamento deverá atender ao que está descrito na proposta que foi enviada a FINEP. Somente poderá ser feita alteração de item após solicitação de remanejamento financeiro à agência de fomento e recebimento da aprovação da entidade.

03/03/2015 - 14:48 - atualizado em 03/03/2015 - 16:11

A Revista Horizonte Científico é um veículo de divulgação da produção acadêmica gerada nos programas de iniciação científica da Universidade Federal de Uberlândia. 

20/04/2015 - 07:48 - atualizado em 20/04/2015 - 07:48

 

 

Financiar é um sistema de busca, via web, que disponibiliza informações sobre fontes financiadoras para projetos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (P, D & I) para pesquisadores, professores, gestores e empresários.

O objetivo é aproximar os usuários do sistema e as fontes de recursos para projetos, gerando economia de tempo e conhecimento de novas oportunidades. Não há custos para os usuários.

São divulgados editais, chamadas, prêmios, bolsas, estágios e auxílios a eventos, publicações e viagens. O usuário recebe as informações por e-mail semanalmente e também pode realizar consultas no sistema a qualquer momento.

Importante frisar que o Sistema é liberado apenas para SERVIDORES UFU (Técnicos e Docentes) sendo expressamente proibido a liberação de senha e login para terceiros, o que gera a exclusão automática como usuário.

Os interessados em aderir ao sistema Financiar na Universidade Federal de Uberlândia devem entrar em contato com a Agência Intelecto e falar com Helton Luiz de Oliveira, da Diretoria de Inovação e Transferência de Tecnologia (ramal: 4977; e-mail: helton@intelecto.ufu.br ou  adminst@intelecto.ufu.br).

O site do sistema é www.financiar.org.br

02/03/2015 - 16:29 - atualizado em 02/03/2015 - 16:45

O edital PIBIC/UFU/CNPq é lançado no primeiro semestre de cada ano. Para concorrer neste edital, é necessário ser aluno regularmente matriculado na Instituição e ter um professor orientador. O aluno não pode possuir vínculo empregatício, uma vez que receberá uma bolsa de Iniciação Científica. O professor poderá ter apenas um aluno PIBIC por edital. Para ser orientador, é necessário ser docente (efetivo ou voluntário) ou técnico administrativo da UFU, no regime de trabalho de 40 horas ou 40 horas DE, com a titulação mínima de Doutor. O orientador não pode estar afastado e/ou licenciado da Instituição, a qualquer título, durante o período de vigência do plano(s) de trabalho do(s) aluno(s).

Demais informações deverão ser verificadas no próprio edital.

02/03/2015 - 16:24 - atualizado em 03/03/2015 - 15:21

O edital PIBIC UFU/FAPEMIG é lançado no segundo semestre de cada ano. Para concorrer neste edital, é necessário ser aluno regularmente matriculado na Instituição a partir do 3º período ou do 2º ano de curso e ter um professor orientador.  O aluno não pode possuir vínculo empregatício, uma vez que receberá uma bolsa de Iniciação Científica. O professor poderá ter apenas um aluno PIBIC por edital. Para ser orientador, é necessário ser docente (efetivo ou voluntário) ou técnico administrativo da UFU, no regime de trabalho de 40 horas ou 40 horas DE, com a titulação mínima de Doutor. O orientador não pode estar afastado e/ou licenciado da Instituição, a qualquer título, durante o período de vigência do plano(s) de trabalho do(s) aluno(s). 

Demais informações deverão ser verificadas no próprio edital.

02/03/2015 - 16:34 - atualizado em 03/03/2015 - 16:08

O edital PIBIC/UFU/CNPq-EM é lançado no primeiro semestre de cada ano, juntamente com o edital PIBIC/UFU/CNPq. Para concorrer neste edital, é necessário ser aluno regularmente matriculado no segundo ano do ensino médio em escola pública durante a vigência da bolsa. As escolas públicas são selecionadas, a cada ano, pelo Superintende Regional de Ensino. Os alunos serão indicados pelo Diretor de cada escola, de acordo com seu rendimento escolar. O aluno não pode possuir vínculo empregatício, uma vez que receberá uma bolsa de Iniciação Científica. O professor poderá ter até dois alunos PIBIC-EM por edital. Para ser orientador, é necessário ser docente (efetivo ou voluntário) ou técnico administrativo da UFU, no regime de trabalho de 40 horas ou 40 horas DE, com a titulação mínima de Mestre. O orientador não pode estar afastado e/ou licenciado da Instituição, a qualquer título, durante o período de vigência do plano(s) de trabalho do(s) aluno(s).

Demais informações deverão ser verificadas no próprio edital.

02/03/2015 - 16:29 - atualizado em 03/03/2015 - 16:08

O edital PIBIC UFU/FAPEMIG-Junior é lançado no segundo semestre de cada ano, juntamente com o edital PIBIC/UFU/FAPEMIG. Para concorrer neste edital, é necessário ser aluno regularmente matriculado no segundo ano do ensino médio em escola pública durante a vigência da bolsa. As escolas públicas são selecionadas, a cada ano, pelo Superintende Regional de Ensino. Os alunos serão indicados pelo Diretor de cada escola, de acordo com seu rendimento escolar. O aluno não pode possuir vínculo empregatício, uma vez que receberá uma bolsa de Iniciação Científica. O professor poderá ter até dois alunos PIBIC-JR por edital. Para ser orientador, é necessário ser docente (efetivo ou voluntário) ou técnico administrativo da UFU, no regime de trabalho de 40 horas ou 40 horas DE, com a titulação mínima de Mestre. O orientador não pode estar afastado e/ou licenciado da Instituição, a qualquer título, durante o período de vigência do plano(s) de trabalho do(s) aluno(s). 

Demais informações deverão ser verificadas no próprio edital.

02/03/2015 - 16:42 - atualizado em 05/03/2015 - 15:10

O edital PIBITI/UFU/CNPq é um Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação que tem por objetivo estimular os jovens do ensino superior nas atividades, metodologias, conhecimentos e práticas próprias ao desenvolvimento tecnológico e processos de inovação.

O Edital é lançado no primeiro semestre de cada ano. Para concorrer neste edital, é necessário ser aluno regularmente matriculado na Instituição e ter um professor orientador. O aluno não pode possuir vínculo empregatício, uma vez que receberá uma bolsa de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico. O professor poderá ter apenas um aluno PIBITI por edital. Para ser orientador, é necessário ser docente (efetivo ou voluntário) ou técnico administrativo da UFU, no regime de trabalho de 40 horas ou 40 horas DE, com a titulação mínima de Doutor. O orientador não pode estar afastado e/ou licenciado da Instituição, a qualquer título, durante o período de vigência do plano(s) de trabalho do(s) aluno(s).

Demais informações deverão ser verificadas no próprio edital.

03/03/2015 - 14:22 - atualizado em 03/03/2015 - 14:22

Não. O item que estiver no orçamento deverá atender ao que está descrito na proposta que foi enviada a FINEP. Recomenda-se, inclusive, que não se coloque modelo ou marca quando for feita a proposta para ser enviada. Somente poderá ser feita alteração de item após solicitação de remanejamento financeiro à agência de fomento e recebimento da aprovação da entidade.