Acontece na Pró-Reitoria

Ministro se reúne com presidente do CNPq para discutir recursos para bolsas

Bolsas de Iniciação Científica
Diretoria de Pesquisa
04/08/2017 - 12:14 - atualizado em 04/08/2017 - 12:14

Gilberto Kassab ressaltou o diálogo com a equipe econômica pela recomposição do orçamento e a preservação de recursos para pesquisa. CNPq financia cerca de 100 mil bolsistas. Pagamento das bolsas de agosto está garantido.

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, e o secretário-executivo da pasta, Elton Zacarias, tiveram reunião nesta quarta-feira (2) com o presidente do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Mario Neto Borges, e o diretor de Gestão da entidade, Carlos Roberto Fortner. No encontro, realizado no gabinete do ministro, foram discutidos os recursos para o pagamento de bolsas de pesquisa no país. Nesta semana, o CNPq manifestou preocupação com o cumprimento de obrigações com cientistas e pesquisadores. E Kassab apontou que a pasta trabalha pela liberação de valores, destacando a importância do financiamento oferecido pelo CNPq.

Segundo Mario Neto, o CNPq financia estudos e pesquisas de cerca de 100 mil bolsistas brasileiros. O pagamento das bolsas de pesquisa referentes ao mês de agosto - a ser feito em setembro - está assegurado.

A preocupação de cientistas e dirigentes do CNPq e de outras entidades se refere aos meses seguintes, em meio ao contingenciamento de gastos do governo federal.

Kassab ressaltou que o MCTIC tem mantido diálogo com a equipe econômica pela recomposição orçamentária e a preservação de recursos para pesquisa científica. Destacou a importância da ciência para o país e reiterou que as bolsas de pesquisa científicas de responsabilidade do CNPq são fundamentais.

"Estamos em diálogo permanente com o governo, com os ministérios econômicos e trabalhamos com a perspectiva de suprir o que é necessário para o CNPq", disse o ministro.

Para o presidente do CNPq, Kassab transmitiu "confiança" à direção da agência. "Manifestamos a preocupação com relação a recursos e bolsas de pesquisa, e o ministro nos tranquilizou quanto à situação, nos deixou confiantes para continuar trabalhando pela normalidade no CNPq", afirmou Mario Neto Borges.

O CNPq vem adotando medidas para aperfeiçoar a gestão orçamentária, com a redução de 30% no valor de locação do imóvel de sua sede em Brasília, além de diminuir despesas com contratos de manutenção predial, entre outras iniciativas. Segundo Borges, o CNPq passou a dividir espaço em Brasília com o escritório da Finep (Financiadora de Estudos e Projetos), agência também vinculada ao MCTIC, o que amplia a sinergia de projetos das duas entidades.

Fonte: MCTIC

Site com a notícia completa: http://cnpq.br/web/guest/noticiasviews/-/journal_content/56_INSTANCE_a6M...

Tópicos: