docente

×

Mensagem de aviso

  • Invalid file type. The audio.js player only supports mp3 files.
  • Invalid file type. The audio.js player only supports mp3 files.

A produção do relatório de credenciamento, habilitação e descredenciamento de docentes para o quadriênio 2017-20 sofreu alterações em relação àqueles processos ordinariamente realizados nos períodos anteriores. Desta feita o CONPEP determinou que todos os coordenadores participassem da comissão de credenciamento.

Esta participação se deu com a definição de sistemática de trabalho que funcionou da seguinte maneira: cada coordenador e conselheiro do CONPEP foi responsável pela avaliação de um programa; assim, cada relatório de programa foi apreciado por um avaliador externo ao programa; ao final, os relatórios de cada coordenador e conselheiro foram reunidos neste documento. Analisando de outro modo, a sistemática utilizada consistiu nos seguintes passos e etapas: 1°, produção de relatórios por todos os colegiados de programas; 2°, avaliação pelos conselheiros do CONPEP (avaliador externo); 3°, relatório provisório de conclusão dos trabalhos da comissão. Neste momento submete-se ao CONPEP para a deliberação sobre o conteúdo deste parecer.

 

Documento preparatório do quadro de professores credenciados e habilitados para o quadriênio de 2017-20.
Credenciamento docente na pós-graduação
Qualificação docente em nível de mestrado, doutorado ou pós doutorado sem afastamento
28/10/2015 - 17:06 - atualizado em 28/10/2015 - 17:09

A legislação não impede que servidores possam se qualificar sem afastamento. Esta situação pode ser observada em diversas situações em nossa universidade (docentes que estão se qualificando em suas próprias unidades acadêmicas; docentes recém-contratados que se encontram cursando pós-graduação stricto sensu na data da posse; etc).

O docente interessado em se qualificar (ou continuar sua qualificação) sem afastamento deverá solicitar a autorização do Conselho da Unidade para tal (inclusive no caso de recém-contratados que já estejam cursando pós-graduação). Apenas para orientação, o processo deve ser instruído no âmbito da Unidade, com, pelo menos, a seguinte documentação: Memorando do requerente ao presidente do Conselho da Unidade, com as seguintes informações: Nome do servidor; Datas de início e término da qualificação (previsão); Instituição de destino; Cidade e País de destino; Cópia do convite ou aceite da Instituição ou documento comprobatório de matrícula no curso. Folder da Instituição de destino; Cópia do plano de trabalho. Uma vez aprovado o pedido pelo conselho da Unidade, o(a) diretor(a) deverá encaminhar à PROPP, para registro, a seguinte documentação:Memorando de encaminhamento da Unidade à Diretoria de Pós-Graduação, com as seguintes informações:Nome do servidor; Datas de início e término da qualificação (previsão); Instituição de destino; Cidade e País de destino; Cópia do convite ou aceite da Instituição ou documento comprobatório de matrícula no curso; Folder da Instituição de destino; Cópia do plano de trabalho;Cópia da ata da reunião do conselho da Unidade, com a aprovação do pedido de qualificação sem afastamento.O registro do processo de qualificação na PROPP será utilizado em qualquer situação envolvendo possíveis viagens, pedidos de promoção vertical etc.
Afastamento do país para eventos de curta duração
24/04/2015 - 11:00 - atualizado em 31/07/2017 - 14:22

Segundo a Resolução Nº 08/2008 do Conselho Diretor, em seu artigo segundo e terceiro: 

Art. 2º  É objetivo permanente da Universidade Federal de Uberlândia – UFU, a atuação como centro de excelência do ensino de graduação e de pós-graduação, na produção e na difusão do conhecimento, justificando, portanto, uma política de qualificação de seus docentes.

Art. 3º  A política de qualificação da UFU terá como objetivos:

I – desenvolver e aprimorar a pesquisa, o ensino básico, técnico e de graduação e a pós-graduação nas diversas áreas do conhecimento; e

A documentação para a abertura do processo, deverá ser protocolada para a DIRPG com no mínimo 15 dias antes do início do afastamento do professor do país, para que haja tempo hábil de tramitação na UFU e a devida publicação no Diário Oficial da União. 1.     Documentação a ser entregue à DIRPG para a abertura de processo: 1.1.  Memorando da Unidade à Diretoria de Pós-Graduação, com as seguintes informações: a)    Nome do requerente; b)    Nome do evento; c)     Datas de início e término do afastamento do País, incluindo-se o período de trânsito (o Ministério da Educação não autoriza período de trânsito superior a 2 dias); d)    Cidade e País de destino; e)     Tipo de auxílio recebido ou solicitado: FAU, CAPES, PROAP, PROPP, CNPq, FAPEMIG, e outros (Exemplo: FAU – taxa de inscrição, CAPES - passagem, PROPP - x diárias); Obs. O servidor não poderá receber diárias de duas agências de fomento. 1.2.         Formulário de Solicitação de Afastamento do País – MEC, devidamente preenchido. 1.3.         Cópia do convite (visita técnica e estágio), inscrição (curso) ou aceite do trabalho (congresso, conferência, etc). 1.4.         Cópia do trabalho ou resumo a ser apresentado. 1.5.         Folder ou programa do evento. 1.6.         Carta de concessão do auxílio do órgão de fomento e/ou Solicitação de Despesas da FAU (SDE), devidamente autorizada. 1.7           Carta de reconhecimento de mérito pela agência de fomento, quando solicitado auxílio ao PROAP/CAPES. 1.8           Declaração D.O.U.
Portaria n.º 3 - CAPES - Aperfeiçoamento de pessoal
23/02/2015 - 09:21 - atualizado em 23/02/2015 - 09:21
Modifica a redação do §3º do art. 2º da Portaria CAPES nº068, de 03 de agosto de 2004, e acrescenta os §4º e §5º.
Portaria n.º 068 - CAPES - Categorias de docentes dos programa Pós-graduação
23/02/2015 - 09:17 - atualizado em 23/02/2015 - 09:17
Define, para efeitos da avaliação da pós-graduação realizada pela Capes, as categorias de docentes dos programas desse nível de ensino.
Portaria nº 191/2011 - CAPES - Categorias de docentes dos programas/cursos Pós-graduação
23/02/2015 - 08:56 - atualizado em 23/02/2015 - 09:13
Define, para efeitos de enquadramento nos programas e cursos de pós-graduação as categorias de docentes dos programas desse nível de ensino.
Portaria n.º 112/2008 - CAPES - Programa de Formação Doutoral Docente
23/02/2015 - 08:32 - atualizado em 23/02/2015 - 09:03
Instituir, no âmbito da Coordenação de Programas de Qualificação de Quadros Docentes, o Programa de Formação Doutoral Docente - Prodoutoral. Aprovar o Regulamento do Prodoutoral, conforme texto anexo a esta portaria.
Resolução n.º 09/1993 - CONSUN - Plano geral
12/02/2015 - 11:43 - atualizado em 23/02/2015 - 09:05
Plano Geral Capacitação Docente.