pesquisa

Dia 21/11/2017

Auditório 5S - Campus Santa Mônica:

- 08:00 às 09:00h - Abertura com Apresentação Cultural da Orquestra Popular do Cerrado;

- 09:00 às 10:00h - Conferência com o Prof. Dr. Paulo Beirão (Diretor Científico da FAPEMIG), "A agenda da pesquisa, desenvolvimento e inovação em Minas Gerais;

- 10:00 às 11:00h - Debate;

- 14:00 às 15:00h - Lançamento do Livro "Boas práticas em inovação";

- 15:30 às 16:30h - Palestra com o Prof. Dr. Kleber Del Claro (Diretor de Pesquisa da UFU), "Fontes de financiamento para P, D & I e aspectos práticos na elaboração de projetos; 

- 16:30 às 17:30h - Debate;

- 19:00 às 20:30h - Mesa Redonda "Os desafios do novo marco legal da C, T & I para as ICT's com a Profª. Drº. Elza Fernandes de Araújo (Professora Titular aposentada da Universidade Federal de Viçosa). Drª. Bianca Duarte Teixeira Lobato (Procuradora Chefe da UFU), Prof. Dr. Thiago Paluma (Diretor da Agência Intelecto - Diretoria de Inovação e Transferência de Tecnologia da UFU);

- 20:30 às 21:30h - Debate.

Centro Esportivo Universitário (CEU) - Campus Santa Mõnica:

- 08:00 às 17:00h - Ciência Viva

Dia 22/11/2017

Auditório 5S - Campus Santa Mônica:

- 08:00 às 09:00h - Palestra com a Srª. Mila Batista Corrêa da Costa (Assembleia Legislativa de Minas Gerais), "Direitos culturais, patrimônio cultural e proteção ao conhecimento;

- 09:00 às 10:00h - O caso de empreendedorismo da Dreamshaper na Europa e no Brasil - Sr. João Martins Borges (Co-fundador e VP da Dreamshaper);

- 14:00 às 16:00h - Mesa Redonda "Experiências de transferência de tecnologia nas ICT's" com a Profª. Drª. Ana Lúcia V. Torkomian (Professora do Departamento de Engenharia de Produção da UFSCar e Diretora do FORTEC), Sr. Paulo do Carmo Martins (Chefe Geral da EMBRAPA Gado e Leite), Srª. Karla Bernardo M. Montenegro (Gerente do Sistema GESTEC/NIT/FIOCRUZ), Coordenação: Prof. Dr. Rodrigo Gava (Coordenador da Rede Mineira de Propriedade Intelectual);

- 16:00 às 17:00h - Debate;

- 19:00 às 20:00h - Mesa Redonda "Comportamento Empreendedor e Cidades Empreendedoras" com o Sr. José Mauro Floriano da Silva (Assessor Corporativo de Inovação - VP. Corporativa de Estratégia e Inovação - ALGAR), Sr. Flávio Resende Oliveira (Diretoria de Operações - Granja Marileusa - ALGAR), Sr. Dilson Dalpiaz (Secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Turismo), Profª. Drª. Michelle Castro Carrijo (Professora de Empreendedorismo da Faculdade de Gestão e Negócios - FAGEN, Conselho do CIAEM);

- 20:00 às 21:00h - Debate.

Auditório 3Q - Campus Santa Mônica:

- 16:00 às 17:00h – Palestra com o Prof. Dr. Kleber Del Claro (Diretor de Pesquisa da UFU) “ A Iniciação Científica no Ensino Médio”;

Centro Esportivo Universitário (CEU) - Campus Santa Mõnica:

- 08:00 às 17:00h - Ciência Viva

Dia 23/11/2017

Auditório 5O, Sala A 200 - Campus Santa Mônica:

- 08:00 às 11:00h - Oficina "O empreendedorismo como atitude diante da vida" - Instituto Alair Martins.

Auditório 3Q - Campus Santa Mônica:

- 12:00 às 13:00h - Palestra "Os desafios da ciência no Brasil com o Prof. Dr. Ildeu Moreira (Presidente da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência - SBPC);

- 15h - Premiação da XII Ciência Viva.

Centro Esportivo Universitário (CEU) - Campus Santa Mõnica:

- 08:00 às 13:00h - Apresentação de Pôsteres do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica, Tecnológica e do Ensino Médio (PIBIC, PIBITI, BIC JR e PIBIC EM); do Programa de Educação Tutorial (PET);

- 13:00 às 18:00h - Apresentação de Pôsteres do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica, Tecnológica e do Ensino Médio (PIBIC, PIBITI, BIC JR e PIBIC EM); do Programa de Educação Tutorial (PET) e do Grupo de Estudo e Inovações Tecnológicas (GEPIT/ESEBA);

- 15:00 às 17:00h - IV Mostra Atitudes Empreendedoras - Instituto Alair Martins;

Centro de Convivência - Campus Santa Mônica:

- 18:00h - Encerramento do 7º Simpósio de Inovação e Desenvolvimento Tecnológico com Apresentação Cultural do Grupo EMCANTAR.

Dia 24/11/2017

- 08:00 às 13:00h - Apresentação de Pôsteres do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica, Tecnológica e do Ensino Médio (PIBIC, PIBITI, BIC JR e PIBIC EM); do Programa de Educação Tutorial (PET);

- 13:00 às 18:00h - Apresentação de Pôsteres do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica, Tecnológica e do Ensino Médio (PIBIC, PIBITI, BIC JR e PIBIC EM); do Programa de Educação Tutorial (PET).

Programação
Programação

A convite de nosso Pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, Prof. Dr. Carlos Henrique Carvalho, no dia 04 de Setembro receberemos na Sala de Conselhos da Reitoria da UFU uma comissão do CNPq.

A comitiva virá para discutir com nossos pesquisadores o financiamento à pesquisa e a prestação de contas via CNPq. Pensamos ser esta uma importante oportunidade de interação e conhecimento dessa renomada agência nacional e de como a UFU pode ampliar sua participação no sistema CNPq.

Alertamos também para o fato de que o CNPq vai destinar R$ 25,75 milhões para pesquisa em biomas e educação científica Coordenação de Comunicação Social do CNPq

http://www.cnpq.br/web/guest/noticiasviews/-/journal_content/56_INSTANCE_a6MO/10157/5809524

Caatinga, Cerrado, Mata Atlântica, Pampa e Pantanal ganharam, ao lado de baías fluviais e marinhas do litoral brasileiro, um novo caminho para pesquisa em busca de soluções de impacto social a partir interseção entre as seguranças hídrica, energética e alimentar. O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, anunciou, nesta quarta-feira (16), chamadas públicas para projetos integrados e sustentáveis sobre os biomas. Os recursos integram um montante total de R$ 25,75 milhões, destinados a seis editais do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), que apoiam, também, feiras, mostras e olimpíadas científicas, além da implantação de redes de inventário da biota na Amazônia Legal.

As quatro chamadas voltadas a biomas e baías remetem à Estratégia Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação (Encti), válida de 2016 a 2022, e à Agenda 2030 e seus 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), estabelecidos pela Organização das Nações Unidas (ONU).

Cordialmente,

--

Prof. Dr. Kleber Del Claro

Diretor de Pesquisa / Director of Research Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Universidade Federal de Uberlândia

Visita técnica
CNPQ-UFU

Estudantes que participam de programa de iniciação científica enquanto estão na graduação têm uma chance 2,2 vezes maior de completar o mestrado e 1,5 maior de concluir o doutorado, quando comparados aos alunos que não participam do programa.

O resultado está no estudo inédito “A formação de novos quadros para CT&I (Ciência, Tecnologia e Inovação): avaliação do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (Pibic)”, divulgado hoje (25), em Brasília, pelo Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (Cgee), do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações.

A pesquisa mostra ainda que os estudantes que receberam bolsa Pibic concluíram a graduação em média um pouco mais jovens (23,9 anos) em comparação com os não bolsistas (24,8 anos).

"Além de beneficiar os bolsistas, a iniciação científica gera maior eficiência do sistema, encurtando os processos. Temos também mais chance de levar os estudantes à conclusão satisfatória", disse o presidente do Cgee, Mariano Laplane. "É um programa importante, que tem efeitos positivos. Deve ser mantido e ampliado", afirmou.

Bolsas do Pibic

O Pibic é um programa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), também vinculado ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, que oferece bolsas de R$ 400 por mês para estudantes desenvolverem pesquisas científicas.

As bolsas são concedidas diretamente às instituições, que são responsáveis pela seleção dos projetos dos pesquisadores e orientadores interessados em participar do programa. Os estudantes tornam-se bolsistas a partir da indicação dos orientadores. O programa existe desde os anos 1980.

Os resultados demonstram que os egressos do Pibic - mesmo isolados os efeitos das outras variáveis, como concluir a pós-graduação, idade, gênero e áreas do conhecimento - apresentaram uma remuneração um pouco maior, de 5%, quando comparados com os alunos que não foram contemplados pelo programa. A diferenciação maior na remuneração, no entanto, ocorrerá com a conclusão do mestrado e doutorado.

Além disso, o programa também tem outros efeitos no aprendizado para além do objeto de pesquisa. Ao todo, 56% dos bolsistas declararam que as atividades de iniciação levaram a ter contato com outra língua - em sua grande maioria, por meio da leitura de textos. E mais: 58% dos bolsistas disseram ter tido a oportunidade de divulgar os resultados de sua pesquisa; dentro desse grupo, 76% divulgaram em eventos voltados para a iniciação científica; 19% em eventos nacionais e 5% apresentaram trabalhos em eventos internacionais.

A publicação de resultados a partir das atividades de pesquisa é um evento mais raro. Ao todo, apenas 19% dos bolsistas relataram a publicação de resultados do projeto. Dentro desse grupo, 15% reportaram publicação em revistas internacionais.

Números

O Pibic apresentou - entre 2001 e 2013 - expansão do número de bolsas de 14,5 mil para 24,3 mil, um crescimento de 67%, representando 81% das bolsas de iniciação científica dadas pelo CNPq no final do período, contra 77% no início.

Em 2007, o CNPq utilizou também o sistema de parcerias para lançar um programa semelhante, voltado para a concessão de bolsas de iniciação tecnológica, o chamado Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Tecnológica-Pibiti), que passou a ser, em 2013, o segundo maior programa em número de bolsas para alunos da graduação do CNPq, atingindo 3.392 bolsas.

Apesar de expressivo, o crescimento do Pibic e do conjunto de bolsas de iniciação científica e Pibiti está aquém da expansão das matrículas de graduação no setor público, que cresceram 104% no período, e de pós-graduação, com expansão de 116%.

Segundo a Coordenadora de Programas Acadêmicos do CNPq, Lucimar Almeida, em 2017, são 24.210 bolsas mantidas pelo Pibic, número que se mantém praticamente estagnado desde 2010, assim como o valor pago aos bolsistas: R$ 400. "Para nós, o mais importante é a formação e não o valor em si. Seria importante a expansão do programa, mas de maneira sustentável", disse.

O presidente do CNPq, Mario Neto Borges, afirmou que, mesmo com os cortes orçamentários, as bolsas e os programas em andamento serão mantidos. "Todas as bolsas estão sendo distribuídas normalmente, mesmo com o contingenciamento [bloqueio de dotações orçamentárias] de março, não haverá nenhum corte de bolsa e nenhuma interrupção em projeto em andamento. O que vamos fazer é ajustar os programas do CNPq à nova realidade orçamentária. Mas o CNPq mantém todas as bolas em andamento", finalizou.  

 Mariana Tokarnia - Repórter da Agência Brasil

Edição Kleber Sampaio

Fonte: http://m.agenciabrasil.ebc.com.br/

 

Pesquisa
Iniciação Científica

No dia 06/04/2017, quinta-feira, a Diretoria de Pesquisa da Universidade Federal de Uberlândia fez uma visita técnica a Pró-Reitoria de Pesquisa da UNICAMP. Essa cooperação entre UFU e UNICAMP visa a modernização de todo o sistema de Iniciação Científica da UFU, que atualmente é gerenciado pelo Segpropp. Ressaltamos nossos agradecimentos a UNICAMP, principalmente a Srta Miriam Marcançola que nos recebeu tão bem. 

 

 

UFU e UNICAMP
Iniciação Científica

A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PROPP) visitou à FINEP (Financiadora de Estudos e Projetos), juntamente com a FAU (Fundação de Apoio Universitário), em busca de recursos para a Pesquisa na UFU e soluções para questões importantes. É importante ressaltar que somente nesse ano (2017) a FINEP já desembolsou mais de 4 milhões de reais para a UFU.

Nas fotos acima estão presentes: 

 

Prof. Dr. Carlos Henrique de Carvalho - Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação;

Prof. Dr. Kleber Del Claro - Diretor de Pesquisa;

Cibele Januário Faria e Lílian Catherine Soares de Castro Miranda da Fundação de Apoio Universitário;

Ricardo Rosa - Superintendente da área de Desenvolvimento Científico da FINEP; 

Nilo Aurnheimer - Analista Depto. Pesquisa Científica;

Ana Rosado -Depto. Pesquisa Científica e 

Wanderley de Souza - Diretor Científico e Tecnológico da FINEP.

PROPP/FAU/FINEP
Visita técnica

PROPP divulga o Resultado do Edital do Programa de Tutoria Acadêmico/Científica na Graduação:

A lista em anexo relaciona os aprovados no edital DOUTOR LEGAL que deverão preencher o Termo de Concordância em Participar no Programa Doutor Legal (anexo II do edital), disponível no site da PROPP (http://www.propp.ufu.br/acontece/2017/02/propp-divulga-edital-de-tutoria-academicocientifica-doutor-legal), e salvá-lo no formato PDF. O envio do termo ocorrerá do dia 24/03/2017 a 20/04/2017, através do e-mail doutorlegal@propp.ufu.br. O assunto deverá ser preenchido como "Termo de Concordância - Doutor Legal". O não envio do termo nestas datas implicará em desistência da proposta.

Eventuais recursos de candidatos não aprovados deverão ser encaminhados exclusivamente para o doutorlegal@propp.ufu.br  nos dias 27 e 28/03/2017 em formulário próprio (anexo III do edital - Modelo de recurso). O assunto deverá ser preenchido como "Recurso - Doutor Legal".

Dúvidas deverão ser esclarecidas unicamente através do e-mail doutorlegal@propp.ufu.br

 


 

 

Resultado Edital 01/2017
Doutor Legal

Informamos que os pagamentos das Bolsas de Iniciação Científica e Tecnológica pagas pela UFU estão atrasadas, contudo, esclareçemos que provavelmente até este final de semana (17/03/2017) a situação deve estar regularizada. 

Pedimos paciência e compreensão da Comunidade Acadêmica.

Atraso n
Bolsas

A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da Universidade Federal de Uberlândia torna público os Editais de Iniciação Científica, Tecnológica e do Ensino Médio, em parceria com o CNPq, veja abaixo:

 

- Edital Nº 02/2017 - Convocação de Projetos de Pesquisa para seleção de Bolsas de Iniciação Científica PIBIC/CNPq/UFU e para registro de Iniciação Científica Voluntária PIVIC;

- Edital Nº 03/2017 - Convocação de Projetos de Pesquisa para seleção de Bolsas de Iniciação Científica Tecnológica PIBITI/CNPq/UFU e para registro de Iniciação Científica Tecnológica Voluntária PIAICT;

- Edital Nº 04/2017 - Programa de Iniciação Científica PIBIC-EM-CNPQ/UFU.

 

O cronograma dos editais 02/2017 e 03/2017 é:

LANÇAMENTO EDITAL: 21/02/2017
INSCRIÇÃO: 17/03/2017 a 20/04/2017
VALIDAÇÃO DA PROPOSTA PELO ORIENTADOR: 17/03/2017 a 24/04/2017
VALIDAÇÃO DA PROPOSTA PELO DIRETOR: 17/03/2017 a 27/04/2017
INDICAÇÃO DE AVALIADORES: 28/04/2017 a 05/05/2017 (Comitê Interno)
PONTUAÇÃO DAS PROPOSTAS: 28/04/2017 a 29/05/2017 (Avaliador interno)
PONTUAÇÃO LATTES: 28/04/2017 a 29/05/2017 (Comitê Interno)
PONTUAÇÃO CRA: 28/04/2017 a 29/05/2017 (DIRPE)
AVALIAÇÃO EXTERNA: 05/06/2017 e 06/06/2017 (Avaliador externo)
RESULTADO - 1ª CHAMADA: 19/06/2017
RECURSO: 19/06/2017 a 21/06/2017
ANÁLISE DOS RECURSOS: 22/06/2017 a 30/06/2017 (Comitê Interno)
ENTREGA TERMOS DE CONCESSÃO (1ª CHAMADA): 19/06/2017 a 03/07/2017
RESULTADO - 2ª CHAMADA: 14/07/2017
ENTREGA TERMOS DE CONCESSÃO (2ª CHAMADA): 14/07/2017 a 20/07/2017

Já o Cronograma do edital 04/2017 é:

LANÇAMENTO EDITAL: 21/02/2017
INSCRIÇÃO: 17/03/2017 a 30/04/2017

RESULTADO: 19/06/2017

 

PROPP divulga editais
Lançamento de editais

O VI Encontro de Iniciação Científica e Tecnológica da UFU ocorreu nos dias 24 e 25 de outubro de 2016 no Centro Esportivo Universitário (CEU), na ocasião foram apresentados centenas de trabalhos científicos desenvolvidos pelos alunos de Iniciação Científica e Tecnológica da UFU. Assim, baseando-se nas notas atribuídas pelos professores avaliadores, e tendo como critério de desempate o Coeficiente de Rendimento Acadêmico (CRA) do aluno, a Diretoria de Pesquisa torna público o resultado com os ganhadores (Tabela em anexo), divididos por área do CNPq, do VI Encontro de Iniciação Científica e Tecnológica da UFU. 

 

 

Divulgação
Divulgação
Registro de Projetos de Pesquisa de alunos do PET
15/02/2017 - 13:56 - atualizado em 15/02/2017 - 15:43

Definição

A Diretoria de Pesquisa (DIRPE) registra os Projeto de Pesquisa do Programa de Educação Tutorial (PET), gerando assim um número de Registro Oficial. Esse número de registro e esta declaração da UFU viabilizam as comprovações de desenvolvimento de Pesquisa no Curiculum do aluno.

 

 

Orientações para registro das pesquisas individuais no PET Antes de iniciar a pesquisa, o tutor, juntamente com o orientador responsável, deve enviar para os e-mails pet_ufu@prograd.ufu.br e secdirpe@propp.ufu.br, a cópia do Formulário III/17 preenchido e assinado (em .PDF) e do Formulário IV/17 preenchido (em .DOC), ambos estão em anexo. Depois disso, o tutor receberá por e-mail cópia do Formulário IV/17 com o número de registro e assinado pelo Diretor de Pesquisa. Após a finalização da pesquisa, desde que ela cumpra as “Normas para realização e emissão de certificado de pesquisa individualno âmbito do Programa de Educação Tutorial da UFU”, o tutor deve solicitar o certificado pelo e-mail pet_ufu@prograd.ufu.br, informando os seguintes dados: - Nome completo do Petiano; - Nome completo do Professor orientador; - Título da Pesquisa individual desenvolvida pelo petiano; - Nome de curso de vínculo do PET; - Nome da Unidade Acadêmica; - Período de vigência da pesquisa (mês/ano) a (mês/ano) e - Número de registro: DIRPE/PET Nª A partir disso, o tutor receberá, via protocolo, o certificado assinado.